Eventos · PASSEIOS

Trip to Origin – Uma viagem incrível para a Serra da Canastra

O “Vem com a Gente” participou na semana passada de uma viagem incrível na região da Serra da Canastra a convite do SEBRAE (que faz um trabalho maravilhoso de desenvolvimento dos produtores da região)!

logo canastra

Na viagem TRIP TO ORIGIN passamos 2 dias por lá e conhecemos 4 fazendas produtoras, além de termos a oportunidade de conhecer quase 30 produtores.

O que muita gente não sabe é que um queijo só pode ter o selo Canastra se for produzido na região que engloba 7 municípios que produzem Queijo Minas Artesanal (São Roque de Minas, Medeiros, Bambuí, Vargem Bonita, Delfinopólis, Tapiraí e Piumhi).

mapa-producao-delimitada
Fonte: http://queijodacanastra.com.br/regiao/

As origens da tradição queijeira na por lá tem algumas versões… mas o que incontestavelmente se sabe é que, antigamente, a partir do momento em que os queijos começaram a ser comercializados em vilarejos próximos, para não amassarem, tinham que viajar somente com 30 dias de cura, quando a casca estava mais firme e amarelada, mas dentro macio e delicioso!!! Estas são as características dos queijos Canastra que desde 2008, são reconhecidos como Patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo IPHAN! Hoje em dia, os queijos passam por um período de maturação minimo de 21 dias antes de serem comercializados.

Queijo Canastra 4

As produções de queijo continuam da mesma maneira que sempre foram feitas… uma tradição de mais de 200 anos, que é passada de geração a geração. Basicamente para a produção é utilizado leite cru e fresco (as vacas são criadas livres nos campos e se alimentam de vegetação natural), o pingo (fermento natural feito com o soro dos queijos fabricados no dia anterior – cada produtor tem o seu modo de fazer o pingo) e sal grosso!

Muitos dos queijos da região já participaram de diversos concursos nacionais e internacionais e lograram vários prêmios!!!

Começamos nossa viagem visitando o Produtor Reinaldo, da fazenda Capivara no município de Vargem Bonita. Reinaldo trocou o garimpo de diamante pela produção de queijo, mas trata seus queijos como verdadeiras joias! E neste ano, ganhou medalha de prata no Concurso Mundial do Queijo, em Tours na França!

Queijo Canastra 1

Queijo Canastra 5

Queijo Canastra 3

De lá, fomos para o Município de São Roque de Minas, o primeiro produtor que visitamos foi o Vivaldo da Fazenda Jacob. Onde ele e a esposa Dhaniella produzem aquele queijo tradicional curado! Foi ganhador de medalha de bronze no concurso II Prêmio Queijo Brasil!

Queijo Canastra 8

Queijo Canastra 7

Queijo Canastra 6

De lá, fomos para a Fazenda São Bento também em São Roque de Minas onde Andressa e Claudiano são responsáveis por toda a produção da fazenda: desde o pasto até a produção final do queijo.

Queijo Canastra 10

Queijo Canastra 9

Na noite deste dia, aconteceu um jantar delicioso cheio de queijos, prosa e delícias. Oferecido aos quase 30 produtores que foram nos encontrar no hotel, a entrada e o prato principal foram  preparados pela Chef Bruna do Restaurante Birosca S2, e a sobremesa pelo Chef Ari Kespers do Provence Cottage & Bistrô (Monte Verde).

No dia seguinte, seguimos para o município de Medeiros para visitar o Valter e a Vanice, produtores da Fazenda Medeiros. Vanice é a presidente da associação APROCAME, onde fazem um trabalho bem legal de cura e comercialização coletiva dos produtores da região de Medeiros.

Queijo Canastra 11

Queijo Canastra 12.PNG

Fazer esta viagem foi sensacional! Ver e sentir a simplicidade dos produtores e o tanto que eles se doam pelos queijos, dá até um gostinho mais especial a eles. Dá um orgulho danado em sermos mineiros e termos um ícone tão bacana como marca do nosso estado!

Ainda queremos voltar na Região para conhecer outros produtores e aproveitar mais da beleza natural local!

Voltamos de lá abastecidos de queijos, e temos uma dica bem bacana:

A cura do queijo continua acontecendo quando a gente trás para casa. Se você prefere ele menos curado, e quer interrompê-la, basta conservar o queijo na geladeira dentro de uma queijeira, ou de um saco plástico. Mas se você gosta dele bem curadinho, é só mantê-lo em um local arejado e seco e lembrar de ir virando todo dia. Aqui em casa temos até um Curador!!! Amamos!

Queijo Canastra 13.PNG

Anúncios

Um comentário em “Trip to Origin – Uma viagem incrível para a Serra da Canastra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s